quinta-feira, 25 de maio de 2017

Assédio na rua de baixo

Eu sou uma puta privilegiada
Mas ainda sou uma puta
Num mundo onde o som da moeda escorrendo
Dói mais que o som do sangue das crianças inocentes escorrendo
Vítimas de uma guerra de homens velhos e psicopatas com complexo de Deus
Onde estás, meu Deus?
A luta das irmãs que queimaram por falar
A luta das irmãs que apanharam por negar
A luta das irmãs que calaram por cansar
Todas foram tratadas como um instrumento de prazer
Usadas como engrenagem na locomotiva
Os cortes que fizeram temer o homem amado
Toda a fragilidade que incide nos nossos corações se unem como força
A dona da cabeça que se abaixava para o agressor
Agora é a dona da mão que se levanta para revidar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é livre.

elysemelo.com

Design por Butlariz