quinta-feira, 25 de maio de 2017

bah

Elyse Vitória de Melo, nascida em Cabo Frio - RJ. Me descobri escritora no ensino fundamental, escrevendo contos de fantasia e terror e impressionando meus professores desde sempre. Após uma tragédia pessoal irreparável aos 10, descobri o mundo dos blogs e nunca mais parei de escrever. Me apaixonei pela cultura do Reino Unido e persegui meu objetivo por anos até conseguir passar uma temporada lá, no último inverno. Voltei para casa apaixonada pelo Brasil e pela minha língua, com o ímpeto de escrever cada vez mais e me igualar aos grandes. Minha musa inspiradora é Clarice Lispector, pois ela não seguia regras e também porque foi rejeitada e humilhada. Já minha musa inglesa, Jane Austen, porque teve coragem de destrinchar a sociedade inglesa aristocrática e fazer sucesso com seus livros. Mesmo que vivesse numa época onde mulheres tinham pouca ou nenhuma voz. Acredito que tenho a loucura e a paixão necessárias para o trabalho. E, claro, um pingo de petulância e perfeccionismo saudáveis para qualquer artista. Como vocês deixaram claro que queriam uma breve biografia, já peço desculpas por não conseguir ser tão breve assim. Se fui breve, devo ter omitido fatos importantes, mas não foi por mal. É uma luta escrever naturalmente sem me esconder ou me revelar de formas quase obscenas.

Biografia própria e quase sempre escandalosa. Essa é a definição de crônica em algum lugar do dicionário. Textos leves cotidianos ou histórias da vida de um rei.

Criei um blog chamado Toda Crônica em 2013, mas esse não foi meu primeiro espaço virtual para compartilhamento de textos. Foi o que eu eu mantive, sem motivo aparente. Nem me venha falar que eu plagiei o nome do Lima Barreto, ele quem roubou minha ideia.

Fato é que o tempo não é uma linha contínua e eu quem estou aqui agora. Toda Crônica sou eu, é você, é o cachorro brincando com a bolinha amarela na rua do seu bairro.

Não há fim maior do que a própria escrita. Não há pretensão além de expressar a arte. Não há razão que não seja a beleza. E a beleza é mais subjetiva que todo o meu ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é livre.

elysemelo.com

Design por Butlariz