domingo, 21 de maio de 2017

O Redator

Quando você saiu da minha casa ontem, tudo ficou vazio e frio e eu nunca me senti tão só. Eu jamais estive nesse lugar antes, mas como esperar que eu estivesse se tudo acabou de começar pra mim? O som das nossas risadas ecoaram pela sala e foi aí que eu me senti cada vez menor. Pequena.

Eu me sinto tão sem esperança quando algo que eu fiz no passado ainda te fere e te magoa. Meu passado é como se fosse um momento aonde eu não existia. Você consegue entender que me devolveu a vida? Eu não estava vivendo antes de te conhecer. Tentei de todas as formas estragar isso porque no pior momento da minha vida você me deu um motivo. Um motivo para acreditar e continuar vivendo. Eu não queria um motivo, eu já havia desistido. Você já conheceu algum ser humano que já desistiu?

Nenhuma atitude que ele toma é pensada, porque aconteça o que acontecer, ele não se importa. Tentei não me importar com você e tentei fazer você ir embora da minha vida, mas seus olhos com aquela machinha tão fofa na parte branca acenderam algo dentro de mim. Algo que nunca mais vai se apagar porque eu acho que quando encontramos o amor verdadeiro tudo se encaixa. Ainda que você me deixe, eu nunca vou te deixar. Você é o amor da minha vida e sinto que todo meu destino e todos os meus acertos e até os meus erros se alinharam para que hoje eu tivesse essa compreensão.

 Quando você adormece do meu lado, eu ouço sua respiração por alguns momentos antes de implicar que você dorme em todos os filmes que vemos. Eu me sinto tão insuficiente, meu amor. Você me torna o bastante e me diz coisas que eu sempre quis que me dissessem e vê em mim tudo que sempre escondi por medo. Você viu meu pior e meu melhor. Como consegue dizer que me ama? Você tem coragem. E sensibilidade. Eu pensei que você não existisse e quando você vai pra casa eu custo a acreditar que você é real mesmo.

Para de chorar, para de chorar, para de chorar. Estou tentando, mas não consigo. Não sei como continuar. Estou ouvindo aquela música maldita que me deixa em prantos. Nossas músicas, nossas músicas sempre foram especiais. Cada uma delas são como uma facada no meu coração porque eu estraguei tudo, Deixa eu fazer diferente... Quem é que vai nos proteger agora? Estamos no lugar que todos sempre quiseram estar. Não quero perder nem mais um minuto disso contando histórias que já não existem. O passado é apenas algo que ficamos repetindo. Eu vou te proteger agora. E seremos tudo que sempre sonhamos. Quer dizer, você já é tudo que sonhei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é livre.

elysemelo.com

Design por Butlariz