terça-feira, 23 de maio de 2017

Why isn't there a simple option to do so?

Como a prisão que tento destruir todos os dias, a música sacra toma minha atenção. Tempo perdido, coração aflito, sentimento desiludido. Busco musicalidades, minha própria brasilidade escrita em prosa, verso e poesia. Também quero o estrangeiro, os aforismos, novo, o vil.



Todos os caminhos são postos a minha frente. Estou eu seguindo algum caminho ou tenho que optar? Perder-se também é caminho. Mas nem todos aqueles que se buscam em muitos outros lugares estão perdidos. Essa geração é muito letárgica.

Quem disse que pra destruir eu tenho que construir primeiro? E, desta vez, me refiro a linguagem. Sinto que escrevo mais sobre escrever do que escrevo de fato. Escrevo pra pensar mas se eu não pensar também não escrevo.

Me decepciono constantemente comigo por não conseguir lidar com naturalidade com as frustrações. É sempre um índice muito elevado de cortisol. Do meu cabelo caem Maria Bolena sobre as teclas.
Se eu te jurasse que pararia de me desesperar você ficava? Eu acho incrível minha capacidade de derreter qualquer coisa antes dela mesma se solidificar.

elysemelo.com

Design por Butlariz