quinta-feira, 1 de junho de 2017

Criança da Noite

Escrito em 09/04/17

Eu sou uma criança da noite apaixonada pelos primeiros raios do sol da manhã. Estou tentando começar algo novo. Como poderia tamanha escuridão se encantar pelo brilho dos seus olhos? Eu não sou eu mesma. Não mais. Desde coisas banais, como gostar da cor rosa e ouvir músicas ruins para castigar meu paladar musical apenas por diversão.
Decidi parar de fumar e escolhi um emprego que me deixe feliz (e não com vontade de cometer suicídio aos 25). Sabe, suicídio era uma possibilidade até conhecer você. E eu era tão aplicada em adoecer e me matar que até tentei te mandar embora. Você foi e todos os meus abismos chamaram outros abismos e meu mundo nunca foi tão infeliz e olha que eu já passei por diversos níveis profundos de descontentamento e tristeza. Há pouco, eu observava St. Paul’s Cathedral, em pé na chuva, desejando pegar um resfriado tão forte que me levasse.
Little Scorpion conheceu o amor e isso rompeu com todas as concepções e impressões que tinha. Não é como nas expressões artísticas. É se perder para se achar, é ceder para ganhar. Um paradoxo e um misto de ternura e raiva profundas. É latente mas é estável e quando você entrelaça seus dedos nos meus eu sei que vai durar pra sempre. Mesmo que eu já te odeie no minuto seguinte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link do seu blog - créditos

Tema Base por Butlariz